/  Quem somos

|| Quem somos

Em 16 de Maio de 1961, em uma sala do Hospital Miguel Couto, no Rio de Janeiro, foi fundada, por um grupo de idealistas, a Sociedade Brasileira de Geriatria – SBG.

Foi fundada no Rio, por iniciativa dos médicos Roberto Segadas, Abrahão Isaac Waisman e Paulo Uchôa Cavalcanti, a Sociedade Brasileira de Geriatria, que se destina aos debates sobre o estudo e o tratamento das enfermidades e transtornos da idade avançada. O presidente da nova Sociedade é o Prof. Deolindo Couto.

Destaque da revista Manchete do dia 22/julho/1961
No ano de 1967, realizou-se em Porto Alegre a I Jornada Brasil-Argentina de Geriatria e Gerontologia. Estreava assim a SBG, em eventos dessa ordem e já internacionalmente, sendo este o primeiro evento ocorrido na América do Sul.
Em 1968, a SBG foi considerada de Utilidade Pública. No ano seguinte realizou-se o I Congresso Nacional de Geriatria e Gerontologia, no Hotel Glória, no Rio de Janeiro que ultrapassou as expectativas: foram 300 inscrições – número expressivo considerando ser o primeiro de uma especialidade que estava se formando. Por ocasião deste Congresso, foi lançado o 1º número da Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia.
Em 1968 a SBG foi considerada de Utilidade Pública, e foi lançado o 1º número da Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia.
Neste período, a SBG teve acrescentado ao seu nome as palavras “e Gerontologia”, passando oficialmente a ser denominada Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia – SBGG, fazendo-se necessário o registro público. Filiou-se então à Associação Médica Brasileira – AMB vindo a ser um dos Departamentos da AMB, com a qual realizou convênio para a expedição de Título de Especialista em Geriatria e Gerontologia. A seguir, filiou-se à Associação Internacional de Gerontologia. Neste mesmo ano foi fundada a Federação Latino-Americana das Sociedades de Gerontologia e Geriatria participando como fundadoras as Sociedades da Argentina, do Brasil, do Uruguai e da Venezuela. Esta fundação teve como finalidade, congregar as Sociedades Latino-Americanas.
No dia 1º de outubro de 1969 houve a entrega pela primeira vez, do Título de Especialista em Geriatria e Gerontologia, por concurso devidamente assinado pela AMB e pela SBGG.
A SBGG começava a difundir-se pelo Brasil e o Estado da Guanabara julgou ser o momento de fundar sua Seção (1973) desvinculando-se assim da Sociedade Brasileira, que continuaria a ter sua sede na cidade do Rio de Janeiro mas tomaria âmbito mais geral.
Realizaram-se eventos espalhados pelo Brasil demonstrando a difusão da especialidade, por meio da criação das Seções Estaduais. Ante a fusão dos Estados da Guanabara e do Rio de Janeiro, a Seção da Guanabara teve seu nome modificado para Seção Estadual do Rio de Janeiro.
Nos anos seguintes foram intensas as atividades da SBGG: publicação de suas Normas e Estatutos por todo o país (1978) além da promoção de inúmeros Simpósios, Seminários, Congressos nacionais e internacionais.
Em 1980 o Estado do Rio de Janeiro decidiu criar no IASERJ, a Residência Médica em Geriatria e diversos cursos foram patrocinados pela Sociedade. Em 1983 lançou-se o 1º número do Boletim Informativo da SBGG editado em Campinas e neste mesmo ano, o Conselho Nacional de Residência Médica em Brasília, aceitou definitivamente a Geriatria como especialidade credenciável, colocando-a como Seção da Clínica Médica.
Sucessivas diretorias foram constituídas ao longo desses anos, e imbuídas pelo espírito idealista e dedicado dos fundadores, empenham-se em expandir a sociedade, propagando o conhecimento científico e tornando acima de tudo conhecidos e respeitados os conceitos mais nobres da Geriatria e da Gerontologia.